Saiba os benefícios da urtiga no tratamento de infecções, anemia, problemas de próstata e diabetes por meio de seu chá

Inscreva-se no meu canal!

Saiba os benefícios da urtiga no tratamento de infecções, anemia, problemas de próstata e diabetes por meio de seu chá

Chá de urtiga

A urtiga é uma planta que possui propriedades antibacterianas, nutritivas, adstringente, purificante e estimulante. Na medicina alternativa, a urtiga é conhecida pelos seus poderes de tratamento de patologias do sistema respiratório, como: asma, alergia, pneumonia e até dores de garganta. Ela também auxilia no combate da hiperplasia prostática, desinflamando a próstata e afastando as possibilidade do surgimento do câncer.

Além destes benefícios, a urtiga contribui muito para a parte estética, proporcionando elementos benéficos à pele e aos cabelos, prevenindo queda, eliminando caspa e deixando os fios mais fortes e brilhosos.

Por ser um excelente diurético, a urtiga ajuda a desintoxicar os rins e evitar cálculos renais. Também controla o colesterol ruim, por ser rica em clorofila, que estimula o funcionamento do sistema circulatório. Por reduzir os níveis de açúcar no sangue, a planta também auxilia no tratamento do diabetes.

Urtiga: erva usada em tratamentos naturais

Leia também: Saiba o que é a Hiperplasia Prostática Benigna e algumas formas naturais de lidar com esta doença

A verdade é que existem diversos tipos de urtiga e todas elas tem funções medicinais extraordinárias para o corpo humano. Confira algumas:

  • Eliminação de vírus e infecções bacterianas.
  • Fortalecimento do sistema imunológico
  • Combate à anemia
  • Redução da fadiga, estafa e  estresse.

O que é mais interessante, é que essa planta pode ser facilmente encontrada em quintais e terrenos baldios, mas é importante lembrar que seu manejo exige muita cautela, afinal o contato com a pele pode acarretar reações alérgicas O ideal é adquirir folhas secas de urtiga em lojas produtos naturais, que não oferece riscos de alergia.

Para aproveitar os benefícios da urtiga em forma de chá, os ingredientes são: uma colher de sopa de folhas secas e um litro de água.

Coloque a água em uma panela para ferver e deixe por cerca de quatro minutos.  Aguarde iniciar a ebulição, que é a formação das “bolhinhas”, desligue  e retire o recipiente do fogo. Acrescente as folhas secas da erva e tampe a panela. Deixe que o chá repouse por, pelo menos, dez minutos.  Depois deste período, ele estará pronto para ser consumido.

O ideal é tomar três xícaras por dia desta receita e adoçar com mel pois facilita facilitar a ingestão. Para os pacientes diabéticos, é recomendável utilizar o adoçante estévia.

Vale lembrar que este chá é contra-indicado para gestantes.

 

Inscreva-se no meu canal!


Melhores