Saiba o que é a giardíase e conheça três tipos de tratamentos naturais para seu combate e alívio de sintomas

Inscreva-se no meu canal!

Saiba o que é a giardíase e conheça três tipos de tratamentos naturais para seu combate e alívio de sintomas

Giardíase

Você conhece uma doença chamada “Giardíase”? Trata-se de uma infecção intestinal ocasionada por um protozoário parasita chamado giardia lamblia. Pode-se contrair a  doença por meio de consumo de água imprópria ou consumo de alimentos contaminados. Após a contaminação, os sintomas desta doença podem demorar cerca de três semanas para surgirem. Os sintomas principais são:

  • cólicas,
  • flatulência,
  • diarreia,
  • sensação de inchaço abdominal repentino,
  • febre,
  • fadiga,
  • dores de cabeça,
  • má absorção de alimentos,
  • desnutrição,
  • sangue nas fezes,
  • perda de peso.

Leia também: Confira as melhores dicas e receitas naturais para acabar com a prisão de ventre na gravidez

O tratamento convencional na medicina para giardíase é composto de medicamentos como  o metronidazol e tinidazol, devidamente receitados. Contudo, existem alguns remédios alternativos capazes de  eliminar o parasita. Confira:

Chá de arruda, alho roxo e hortelã: fala um chá simpole de arruda e acrecente alho roxo e hortelã a gosto. Adoce com mel e beba pela manhã, ainda em jejum. Este tratamento é muito eficaz contra a Giardíase,

Chá de alho e leite: o alho inibe a mobilidade do protozoário e impede a sua instalação nas células humanas. Triture três dentes de alho e coloqu-os dentro de um copo de leite. Ferva-os, coe a mistura e consuma três partes iguais da quantidade ao longo do dia (três terços da auqnatidade de um copo).

Limão e alho: triture um dente de alho e misture-o ao suco de um limão. Consuma três colheres de sopa por dia. Acrescente o tratamento, comendo algumas sementes de abóboras.

Hortelã e mel: moa o hortelã e bata-o no liquidificador jnto ao mel. Ainda em jejum, consuma um copo da mistura. Escolha um período da manhã para a segunda dose e tome a última antes de dormir.

Atenção: as quatro receitas citadas acima devem ser evitadas por mulheres gestantes ou lactantes. Qualquer dúvida, o ideal e procurar um mpedico especialista para se ter certeza da possibilidade do uso de qualquer tratamento natural.

Inscreva-se no meu canal!


Melhores