Eczema da pele: causas, sintomas, diagnóstico e tratamento natural - Adilson Barroso Ambientalista

Inscreva-se no meu canal!

Eczema da pele: causas, sintomas, diagnóstico e tratamento natural

eczema (Imagem divulgação)
eczema (Imagem divulgação)


Venha conversar comigo!

O eczema pode melhorar com uma mudança em nossa dieta. No entanto, é sempre importante ir ao dermatologista para obter um diagnóstico especializado e algumas orientações para aliviar a condição.

Neste artigo vamos tratar sobre uma das lesões cutâneas mais frequentes: o eczema da pele, também chamado de dermatite eczêmica.

Isso porque esta patologia da pele aumentou consideravelmente em áreas industrializadas devido a fatores ambientais. Assim sendo, entre 10% e 20% da população de países com altos níveis de poluição sofrem de eczema.

Descubra quais são as causas e sintomas desta desordem, bem como o tratamento mais apropriado.

Não podemos esquecer que a pele é o maior órgão do nosso organismo. Assim, sendo a camada mais exposta do corpo, recebe o contato com todos os tipos de agentes externos.

Por sua vez, é também o órgão através do qual podemos descobrir os sintomas de alerta de algumas doenças.

O que é o eczema da pele?

Como confirma o Manual de Psicologia, Saúde e Medicina de Cambridge, Eczemas são inflamações da pele que podem aparecer em qualquer parte do corpo. É característico que esta lesão se apresente de muitas maneiras diferentes.

Na maioria das vezes aparece acompanhada por uma coceira intensa na área afetada, vermelhidão e até mesmo vesículas, bolhas ou manchas.

Este distúrbio da pele pode aparecer em qualquer idade e sem uma razão clara. Do mesmo modo, pode se desencadear após algum tempo, ou demonstrar grande resistência a qualquer tratamento. Isso pode ser devido à dificuldade em determinar sua causa.

Tipos de eczema

Os eczemas apresentam um padrão clínico muito amplo. A área do corpo onde eles podem aparecer também é muito diversificada. Por isso, os tipos de eczema são classificados dependendo de:

  • Fatores exógenos: eczemas de contato irritativo e eczemas de tipo alérgico.
  • Fatores endógenos: dermatite seborreica, dermatite atópica e eczema numular.

Causas

Existe uma longa lista de fatores que causam ou agravam o eczema. Por exemplo, podemos destacar os seguintes:

  • Poluição ambiental
  • Contato com substâncias tóxicas.
  • Dieta desequilibrada
  • Intolerâncias alimentares.
  • Cosméticos, cremes, ou loções para barbear.
  • Emissões industriais ou de veículos motorizados.
  • Resíduos ambientais de usinas elétricas.
  • Consumo de tabaco.
  • Fatores genéticos.
  • Xampus, corantes capilares, produtos para o cabelo, etc…

Sintomas

Esta doença da pele tem uma sintomatologia muito marcante e de fácil identificação, já que os sinais aparecem a olho nu:

  • Placas avermelhadas, crostas ou bolhas.
  • Áreas irritadas na pele do paciente, cotovelos, ou costas dos joelhos.
  • Couro cabeludo descamado.
  • Úlceras aquosas, que podem ser propensas a infecções bacterianas.

Diagnóstico

Para diagnosticar o eczema, o aspecto da lesão é levado em consideração, embora possa ser confundido com outros distúrbios da pele.

Os únicos testes de diagnóstico são aqueles que determinam se a causa está relacionada a uma alergia. Assim, deve-se ter em mente que, devido ao estilo de vida moderno e a maus hábitos nutricionais, a susceptibilidade das pessoas aos agentes alergênicos aumentou.

Tratamento

O tratamento consiste em eliminar os fatores que causam o eczema que, como já vimos, podem ser muito variados.

Os medicamentos convencionais são corticosteroides, anti-histamínicos ou antibióticos. Entretanto, estes não são sempre eficazes por causa da dificuldade de diagnóstico, ou podem reaparecer após algum tempo. Além disso, eles envolvem efeitos colaterais para a saúde.

Dieta específica

A medicina natural é baseada em alimentos para determinar o tratamento adequado para o eczema. Por exemplo, pessoas que sofrem de eczema ou, em geral, problemas de pele, geralmente abusam do consumo de produtos lácteos, açúcares, farinhas refinadas, produtos cozidos e gorduras. De fato, a descamação da pele denota um excesso de secura.

Este sinal indica um acúmulo de gordura sob a pele, e uma sobrecarga do sistema digestivo e linfático.

Estudos realizados com crianças Colombianas mostraram que devemos eliminar as comidas rápidas, ou fast foods, refinadas e pré-cozidas (pizzas, batatas fritas, hambúrgueres, sorvetes, etc…) de nossa dieta. Além disso, devemos aumentar o consumo de alimentos naturais, frescos e nutritivos. Por exemplo:

  • Frutas e vegetais, crus (saladas, batidos, sucos) e cozidos.
  • Grãos integrais, como arroz, milho, quinoa, ou trigo mourisco.
  • Legumes
  • Nozes e sementes.
  • Germinados
  • Alimentos fermentados, como o chucrute ou kefir.
  • Cogumelos
  • Algas
  • Óleos vegetais de primeira pressão fria: linho, prímula, azeitona, coco.

Plantas depurativas

Por fim, para combater a sobrecarga de toxinas na pele e outros órgãos, podemos tomar algum remédio natural feito com plantas medicinais depurativas. As mais benéficas são as seguintes:

  • Urtiga.
  • Dente de leão.
  • Bardana

Podemos tomá-las, por exemplo, em infusão, extrato, ou comprimidos, por pelo menos três meses.

"Este é um blog de notícias que contém alguns tratamentos caseiros. Elas não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico."

Gostou desse vídeo? Então inscreva-se em meu canal!

Tags

Curta nossa página!

Mais Visualizadas