Maçã! O fruto do bem. - Adilson Barroso Ambientalista

Inscreva-se no meu canal!

Maçã! O fruto do bem.



Venha conversar comigo!

A Fruta – Trata-se de um pseudofruto pomáceo da macieira (Malus domestica), árvore da família Rosaceae. É um dos frutos mais cultivados e conhecido dos muitos membros do gênero Malus que são usados ​​pelos seres humanos. São frutos que crescem em pequenas árvores de folha caducifólia, que florescem na Primavera e produzem fruto no Outono. A árvore é originária da Ásia Ocidental, onde o seu ancestral selvagem, Malus sieversii, ainda é encontrado atualmente.

As maçãs têm sido cultivadas há milhares de anos na Ásia e Europa, tendo sido trazidas para a América do Norte pelos colonizadores europeus, e têm estado presentes na mitologia e religiões de muitas culturas, incluindo as tradições nórdica, grega e cristã. Em 2010, o genoma da fruta foi descodificado, levando a uma nova compreensão no controle de doenças e na reprodução seletiva durante a produção da maçã.

Existem hoje mais de 7.500 espécies conhecidas, resultando numa gama de características desejadas, no entanto, poucas são consumidas no Brasil. As espécies de maçã mais conhecidas são: fala, Smith e Fuji.

Entre os clássicos da ficção está a história de Branca de Neve que mordeu uma maçã, e tradicionalmente se cogita no popular que nos relatos bíblicos da criação do ser humano, o fruto proibido que Adão e Eva comeram seria uma maçã, no entanto, não há referência alguma que comprove ser a mação o fruto proibido do mal. Aliás, pra nós, nos dias de hoje, maçã é saborosa e saudável.

Um pouco de história – A referência do gênero Malus é no leste do Turquia. A macieira era talvez a mais antiga árvore cultivada e seus frutos foram melhorados ao longo dos anos. Relata-se que Alexandre, o Grande encontrou maçãs anãs no Cazaquistão em 328 a.C.. As maçãs colhidas no final do outono e armazenadas em temperatura pouco acima do congelamento – época de inverno -, foram um alimento importante na Ásia e na Europa por milênios, e foram trazidas para a América do Norte pelos colonos no século XVII.

Em 1625, o reverendo William Blaxton plantou o primeiro pomar de maçãs no norte do continente americano, em Boston. Já em 1845, um mosrtruário de viveiros de maçãs apresentava 350 das melhores variedades, mostrando assim a proliferação da fruta no território norte-americano no início do século XIX. Na parte leste do estado de Washington – século XX – iniciaram-se os projetos de irrigação que permitiu o desenvolvimento de uma indústria de frutas multibilionária, tendo a maçã como produto líder.  Nessa época os agricultores, usavam para armazenamento – durante o inverno – os depósitos subterrâneos. As melhorias no transporte de trem e estradas dispensou a necessidade de armazenamento, proporcionando assim que o produto chegasse ao destino sempre fresco.

No século XXI o armazenamento de longo prazo tornou-se popular, as instalações passaram a ter “atmosfera controlada”, proporcionando ambiente propício o ano todo, num ambiente de alta umidade, baixo teor de oxigênio e nível de dióxido de carbono controlados.

Informações Nutricionais – O consumo regular de maçã é excelente para manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, com a ingestão recomendada de uma unidade por dia. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca. A maçã também auxilia no processo de emagrecimento, pois a pectina dificulta a absorção das gorduras, da glicose e elimina o colesterol. O alto teor de potássio contido na polpa da maçã libera o sódio excedente, eliminando o excesso de água retida no corpo. Outras propriedades medicinais é que esse fruto produz efeitos benéficos sobre o coração, tanto pelo elevado teor de potássio, quanto pela presença de pectina, que evita a deposição de gorduras na parede arterial, prevenindo a arteriosclerose. Por tudo isto, melhora a circulação sanguínea, reduzindo, deste modo, o trabalho cardíaco e prolongando a vida útil do coração. Pode ser usada como uma espécie de laxante, pois auxilia na eliminação das fezes. Atua da seguinte maneira: durante a digestão, absorve a água, e, durante a eliminação, liberta esta água que ficou armazenada, não deixando que as fezes sequem e causem problemas posteriores, como a prisão de ventre.

A maçã contém as seguintes vitaminas: B1, B2 e Niacina, além de sais minerais, como fósforo e ferro. É rica em quercetina, substância que ajuda a evitar a formação de coágulos sanguíneos capazes de provocar derrames. É uma fruta recomendada para pessoas com problemas de intestino, obesidade, reumatismo, gota, diabetes, enfermidades da pele e do sistema nervoso. A sua casca seca é empregada como chá para purificar o sangue e como diurético.

Para melhor aproveitamento das suas vitaminas, o ideal é consumi-la ao natural com casca, pois é junto dela que estão a maior parte das suas vitaminas e os sais minerais.

"Este é um blog de notícias que contém alguns tratamentos caseiros. Elas não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico."

Gostou desse vídeo? Então inscreva-se em meu canal!

Curta nossa página!

Mais Visualizadas