Veja estes cinco remédios caseiros capazes de eliminar a gordura no fígado

Inscreva-se no meu canal!

Veja estes cinco remédios caseiros capazes de eliminar a gordura no fígado

Gordura no fígado

Mesmo sendo uma grave doença, a gordura no fígado é  é possível de ser controlada, com o tratamento da medicina tradicional e também como complemento para alívio de sintomas, o tratamento natural por meio de remédios caseiros.  Chamada também de esteatose ou esteatose hepática, esta doença ocorre quando existe um acúmulo de gorduras em excesso nas células do fígado, podendo ser de causa alcoólica e não alcoólica.

Os principais sintomas de quem possui gordura no fígado são vômitos, enjoos, evacuação de fezes claras, cansaço,  inchaço abdominal do de cabeça e aspecto “amarelo” na pele e nos olhos.

No artigo de hoje, reunimos algumas dicas para tratamentos naturais em casos de gordura no fígado. Confira:

Chá de Carqueja: ferva um litro de água. Desligue o fogo e acrescente 20 gramas de já com o fogo desligado, adicione 20 gramas de folhas de carqueja picadas. Mantenha o recipiente abafado até que esfrie. Depois disso, coe o preparado.  Beba um copo três vezes por dia.

Chá de Alface: misture um litro de água cim 80 gramas de alface e leve ao fogo. Depois do chá pronto, pode-se consumir ao dia, o máximo de três xícaras.

Leia também: Você sabia que Doril é uma erva? Além de curar dores de cabeça, é eficaz ao fígado, bexiga e estômago. Confira!

Suco de cebola: cozinhe em um litro de água a quantidade de quatro cebolas descasadas e beba pequenas quantidades durante o dia pelo período de um mês.

Vagens de Pau-Ferro: Faça uma infusão em um litro de água com três vagens amassadas de forma que fiquem de molho pelo tempo de 72 horas. Após este tempo, beba um copo duas vezes ao dia.

 

Água com limão: beba todos os dias um copo de água e limão para contribuir com a digestão e a limpeza hepática. Este procedimento ajuda a eliminar a gordura do fígado e desinflamá-lo, além de limpar o intestino, também contribui para o emagrecimento.

 

É importante lembrar que o excesso de peso agrava o problema da gordura no fígado. Por isso, o ideal pe  além de manter uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos.

 

Já a gordura não alcoólica acontece quando não há, no histórico a ingestão abusiva de álcool pelo paciente. Ela pode surgir por diversos motivos, como sobrepeso, desnutrição, diabetes, perda brusca de peso, síndrome metabólica, cirurgias desnecessárias, sedentarismo, gravidez, maus hábitos alimentares, entre outros.

 

Inscreva-se no meu canal!


Melhores