Flamingo. Uma espécie bela e rara que vale a pena conhecer - Adilson Barroso Ambientalista

Inscreva-se no meu canal!

Flamingo. Uma espécie bela e rara que vale a pena conhecer

O Flamingo é também conhecido como flamengo, flamingo-grande, ganso-do-norte e ganso cor-de-rosa. Seu nome se origina do grego phoinikopteros, que significa “que possui as asas vermelhas.  Mede de 102 a 122 cm de comprimento e 90 cm de altura. A fêmea é um pouco menor, possui asas grandes, cauda curta, pernas e pescoço longos. As pernas e os pés são vermelhos.

O formato e o tamanho do bico do Flamingo funcionam como uma bomba e ao mesmo tempo um filtro da água que é sugada junto com o alimento, de forma que coloca-se o bico na água e a língua segura o alimento desejado, que basicamente são: plâncton, algas, insetos, larvas, crustáceos e pequenos moluscos. A coloração avermelhada de suas plumas deve-se à ingestão de alimentos ricos em corotenóides.

Quando vai reproduzir constrói um ninho de lama em forma de cone, com a parte de cima formando uma panela rasa, pondo apenas um ovo grande, de cor branca e casca dura. A incubação dura 28 dias, e o filho nos primeiros meses tem uma coloração cinza e branca, sendo que só após  três anos de idade e que atinge a maturidade de sua plumagem.

O Flamingo é uma espécie bela e rara que habita lagoas salobras, rasas e sem vegetação, geralmente próximas ao mar. É raro uma ave ficar solitária, geralmente elas se alimentam, descansam e se reproduzem em grupos e tamanhos variáveis. Tem um voo rápido e direto, com batidas firmes de asas, mantendo sempre o pescoço e pernas esticadas. Devido a caça predatória e a captura de seus ovos, é uma espécie ameaçada de extinção no Brasil, em especial no Estado do Amapá, onde se concentra nas plantações de arroz da região das lagunas às salinas ao longo da costa.

Essa ave estava presente desde o norte do continente americano e Antilhas até o Pará e Amapá – único lugar onde se reproduz -, e chegou inclusive ao Rio Grande do Norte, como atesta uma pintura pré-histórica encontrada no município de São Rafael. Mas, hoje não mais. O último Flamingo adulto observado nessa região foi em 25 de Março de 2001, no município de Galinhos a 170 km de Natal, em uma Salina.

"Este é um blog de notícias que contém alguns tratamentos caseiros. Elas não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico."

Inscreva-se no meu canal!

Tags

Curta nossa página!

Mais Visualizadas