Perigo! Conheça quatro ervas tóxicas que não podem ser usadas ou consumidas de forma alguma

Inscreva-se no meu canal!

Perigo! Conheça quatro ervas tóxicas que não podem ser usadas ou consumidas de forma alguma

Plantas tóxicas

Existem quatro ervas tóxicas, que carregam venenos capazes de prejudicar à saúde dos indivíduos e, até mesmo, levá-los à morte. A verdade é que natureza tem muitas alternativas para cura e tratamentos medicinais. Mas existem algumas espécies de ervas que não devem ser consumidas ou utilizadas de qualquer outra forma devido aos seus níveis de toxidade.

Por isso e como forma de alerta, trouxemos uma lista de quatro ervas tóxicas para o seu conhecimento e prevenção. Algunas delas, são usadas como ornamentação de ambientes, e por isso, o cuidado deve ser redobrado, para que não haja ingestão por parte de crianças ou animais domésticos.

Ervilha do rosário: bastam três gramas de ervilha do rosário para intoxicar uma pessoa. Istp se deve a um ácido ábrico presente, que pode ser fatal. Pode também levar a sintomas como presença de líquidos no pulmões, febre, dificuldade ao respirar, náuseas, falência de rins, fígado e  baço.

Figueira infernal: este arbusto traz uma coberta com pó branco, que é uma substância tóxica chamada Ricina. Se ficar em contato com o organismo, pode acarretar, vômitos, náuseas, insuficiência renal e hemorragia interna, podendo se estender ao óbito da vítima.

Leia também: Conheça a planta moringa: sua forma de cultivo e seus benefícios à saúde

Comigo Ninguém Pode:  muito usada  para decorar espaço, esta planta engana pela beleza, pois  é altamente tóxica se consumida. Causa um grande ardor na boca e na garganta, além de inflamação, perda da voz, asfixia, dores e vômitos.

Copo de leite: outra planta que pode enganar pela beleza, é a do copo de leite. Em contato com o corpo,  pode acarretar reações negativas devido ao oxalato de cálcio que presente em sua composição. Alguns dos males são edemas nos lábios, boca e língua, vômito, náuseas, dificuldade de engolir, asfixia, diarreia, salivação excessiva e  irritação ou lesão na córnea.

Por isso, guarde estes quatro nomes na memória e mantenha-os longe de qualquer lugar em que possam ser confundidos ou ingeridos por engano.

Inscreva-se no meu canal!


Melhores