Já ouviu falar em Catagelofobia? Descubra se você é vítima deste mal

Inscreva-se no meu canal!

Já ouviu falar em Catagelofobia? Descubra se você é vítima deste mal

Catagelofobia

Poucas pessoas conhecem a palavra: Catagelofobia, porém, a primeira vista, percebe-se que trata de fobia (medo) de algo. Neste caso, a doença psicológica é composta pelo sentimento de “medo do ridículo”, ou seja, temer passar por situações constrangedoras ou embaraçosas.

O termo Catagelofobia tem origem grega “Katáguelos” que reflete zombaria ou ridículo, acrescentando a palavra “fobia” que é sinônimo de medo. Portanto, a definição de catagelofobia significa temer, excessivamente, ser ridicularizado.

Em algum momento na vida, passamos por situações constrangedoras. A tendência é superar esses fatos, mas existem pessoas que não esquecem momentos embaraçosos que viveram e sempre acham que passarão por isso novamente a qualquer momento.

O medo da vítima desta patologia é tanto que, ao observar pessoas rindo, já desenvolve sintomas relacionados ao medo exagerado de estar sendo ridicularizada e entra em pânico ou acaba ficando sem reação.

Logo na infância, pode-se desenvolver esta fobia. Normalmente crianças mais sensíveis às emoções temem uma exposição à críticas, julgamentos, ofensas e zombaria que, se não tratado, pode acompanha-las o resto de suas vidas.

Medo de ser ridicularizado

Leia também: Olhos irritados? Descubra se você é vítima do estresse visual

Normalmente, as criança que possuem este distúrbios, são criadas em um ambiente onde não encontram apoio, carinho e amor, acabando por afetar sua autoestima e sua percepção de defesa. Assim, tornam-se reclusas, ati-sociais e reprimidas.

Os sintomas são muitos e dependem do grau de medo de cada paciente. Mas os gerais são: palpitação, pânico, inquietação e falta de ar. Em caso mais grave, a pessoa que tem este transtorno chega a “fugir” ou “evitar” de determinados  locais  onde acreditam que serão hostilizados.

Assim como a maioria das fobias, o tratamento para a catagelofobia é através de terapia específica. Pessoas com alto nível dessa fobia em situações onde tem suas vidas sociais e profissionais afetadas pelo medo do constrangimento trabalham junto aos psicólogos por meios  eficazes que os capacitam a lidar com este sentimento e saber como reagir diante dele.

Fique atento: às vezes, você, seu filho, algum parente ou amigo não é somente uma pessoa tímida ou ansiosa demais. Talvez ela tenha catagelofobia e necessite de ajuda. Recomende ou procure um psicólogo da área.

 

Inscreva-se no meu canal!


Melhores