Curiosidades sobre o Quero-quero - Adilson Barroso Ambientalista

Inscreva-se no meu canal!

Curiosidades sobre o Quero-quero

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Quem nunca se deparou com esta ave e sentiu medo de ser atingido na cabeça pelo seus tenebrosos rasantes e ruídos similares a gritos?

Vanellus, popularmente conhecida como quero-quero,  mede aproximadamente 40 centímetros e pesa cerca de 280 gramas. Com seu esporão ósseo e pontudo, sua exibição aos rivais ou inimigos aterroriza qualquer pessoa, em um alçar de asas ou durante o seu voo.

Esta ave similar a um vigilante de bairro possui algumas características muito interessantes, entre elas, destacam-se:

  • Ser uma ave sem dimorfismo sexual;
  • Ter o nome de quero-quero, devido ao som similar à “tero-tero” emitido por ela;
  • Sua alimentação é basicamente de invertebrados aquáticos e ” peixes de lama”;
  • Seus ovos têm formato de pião ou pera;
  • Os seus ovos são manchados, por isso podem perfeitamente serem confundidas com o solo;
  • Os quero-queros adultos, ao saírem do ninho, fingem-se de feridos para desviar a atenção do inimigo;
  • O macho é considerado agressivo, até mesmo contra um homem.
  • Nidífugos, os filhotes são capazes de deixar o ninho imediatamente, após o descascamento do ovo;
  • Esta ave costuma “dar o alarme” com seus ruídos de longo alcance, quando algum intruso invade seu território;
  • São parceiras das capivaras, pois o ruído do quero-quero também serve de alerta para que os roedores percebam o perigo e se escondam nas folhagens ou na água;
  • Por ser considerado um “cão de guarda” o quero-quero acaba sendo utilizado por algumas empresas que possuem seus espaços frequentados por estas aves.

Típica da América do Sul, o quero-quero habita grandes campinas úmidas, regiões praianas e próximas aos rios e lagoas.

Inscreva-se no meu canal!


Melhores