Algumas curiosidades sobre a flor de lotus - Adilson Barroso Ambientalista

Inscreva-se no meu canal!

Algumas curiosidades sobre a flor de lotus



Venha conversar comigo!

A flor de lotus é uma planta aquatica, ela é conhecida também como lótuse lótus indico, ela pertence a familia nelumboceae. Uma planta nativa da ásia, ela vive em pouca profundida nas aguas doces, suas petalas são  grandes e arredondadas de cores rosas ou brancas, ela é muito conhecida pela longevidade das suas sementes, suas sementes germinam após 13 séculos.

Na Ásia, suas pétalas são usadas como enfeites, e suas folhas são utilizadas para embrulhar comida.

rizoma desta espécie de lótus são  ingredientes vegetais de uso comum em sopas e frituras, suas pétalas, folhas e raízes podem ser comidas cruas, mas sempre é recomendado que sejam cozidas antes de serem ingeridas por conta do risco da transmissão de parasitas como fasciolopsis buski.

A flor de lótus é considerada sagrada  por ser um dos símbolos mais antigos e mais profundos do nosso planeta.

De acordo com especialistas ela é a única planta que regula o seu calor interno ela matem 35° graus exatamente isso a temperatura do corpo humana, lótus é conhecida pela longevidade das suas sementes como citado acima só germinam após 13 séculos.

Na simbologia uma das virtudes mais apreciadas é associada a pureza espiritual o renascimento.

Os indígenas utilizavam a flor de lótus como remédio e até hoje especialistas dizem que ela é recomendada para doenças respiratórias, hemorragias e até mesmo diarreia, pois suas raízes oferecem diversas quantidades de alguns minerais importantes e saudáveis tais como ferro, zinco, magnésio e magentas.

No ano de 1996 Shen-Miller foi até a china com um incio  o objetivo o de pesquisar a flor de lótus ele e equipe coletaram sementes que tinham cerca de 450 a 500 anos, segundo este cientista mesmo depois de anos de envelhecimento as proteínas das sementes ainda permanecem capazes de promover a germinação, mesmo com  sua sobrevivência a longo prazo suas sementes são capazes de produzir proteínas para reparar e manter ambientes estressantes. O DNA da flor de lótus tem capacidade de auto-regeneração, auto-preservação, mesmo diante de todas as intempéries do meio ambiente, e tem mais segundo pesquisas que ainda estão sendo estudadas a flor de lótus possui um mecanismo que coordena uma especie de “desligamento/’ e “acionamento” das principais funções, o que garante a reserva de energia mesmo em situações de estresse biológico. Segundo Shen-Miller esses regulamentos genéticos são apenas recursos únicos e muito valiosos, mas que ainda são avaliados e explorados nesta linda planta.

 

Gente isso tudo é realmente incrível.

Essas são apenas algumas curiosidades e informações sobre essa linda flor.

 

 

 

"Este é um blog de notícias que contém alguns tratamentos caseiros. Elas não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico."

Gostou desse vídeo? Então inscreva-se em meu canal!

Curta nossa página!

Mais Visualizadas