Aprenda uma deliciosa receita vegana de hambúrguer de cenoura e surpreenda-se!

Inscreva-se no meu canal!

Aprenda uma deliciosa receita vegana de hambúrguer de cenoura e surpreenda-se!

Hambúrguer de cenoura

O foco do artigo de hoje é a receita de um hambúrguer de cenoura. Um dos alimentos mais ricos em betacaroteno, a cenoura é um excelente antioxidante  – elemento que forma sua sua cor alaranjada. Além disso, traz um alto teor de minerais, fibras, sódio, fósforo, potássio e cálcio.

É um alimento com grande quantidade de vitamina A, vitamina B2, vitamina B3 e vitamina C, pode ser consumida cozida, crua ou em receitas como bolo, suco, sopa, purê e refogados. Devido a sua quantidade de fibra alimentar, a cenoura estimula a saúde digestiva. Seu consumo favorece o trânsito intestinal,  promovendo a eliminação de toxinas e amenizando a prisão de ventre.

Para os adeptos ao vegetarianismo e veganismo, trouxemos a deliciosa receita do hamburguer de cenoura. Substituindo a carne, você poderá obter os benefícios deste vegetal de uma forma diferenciada e muito apetitosa. Confira:

Leia também: Carne de jaca, uma ótima e deliciosa receita vegana.

Os ingredientes necessários são: uma cenoura grande ralada de forma fina, uma xícara de arroz (comum ou integral), cinco colheres de sopa de farinha de mandioca, duas colheres de sopa de óleo vegetal (de sua preeferência), pimenta do reino, sal e temperos a seu gosto e água.

 

Primeiramente, adicione a cenoura ralada e o arroz em um recipiente. Misture muito bem os dois ingredientes. acrescentando aos poucos os temperos que escolheu. Depois, é que se pode adicionar o óleo e a farinha de mandioca. Mexa até que se obtenha uma massa. Você irá notar que falta a “liga”, então deve acrescentar água em pequenas doses (uma colher de sopa por vez).

Quando a massa estiver em um ponto que possibilite modelá-la em formato de hamburguer,  você pode prepará-lo como a forma convencional na frigideira, utilizando um fio de óleo ou fritando no grill. Se preferir, pode congelar os hamburgueres, colocando-os, a princípio, um ao lado do outro em uma tábua devidamente coberta com papel alumínio ou manteiga.  Para guardar, o ideal é empilhar um sobre o outro ou separá-los por potes.

 

 

Inscreva-se no meu canal!


Melhores